retícula – fabio morais

galeria vermelho, 2018

Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image
Image

livros, jornais, revistas, dicionários, guias, álbuns, catálogos, atlas, panfletos, calendários, postais e cartazes são, de modo recorrente, matéria-prima para o trabalho de fabio morais. em comum, esses insumos vieram da indústria gráfica — a qual informa, assim como o universo literário e textual, a produção do artista.

Image
Image
Image

fugindo de possíveis confusões entre o que é obra e o que não é, os textos deste livro, espécie de catálogo raisonné organizado por jacopo crivelli visconti, são grafados na neue haas grotesk num único corpo e peso do início ao fim da publicação. tirando proveito das condicionantes orçamentárias do projeto, optou-se pelo acabamento brochura e pela impressão offset, monocromática, sobre papel-jornal. a baixa lineatura aplicada diretamente na gravação das matrizes de impressão torna visível a retícula de ponto redondo que vemos, aqui, nos registros em preto e branco dos trabalhos — revelando, assim, de que modo as coisas são feitas no processo de reprodução de imagens em larga escala.