jules verne – o testamento de um excêntrico

editora carambaia, 2017

Image
Image
Image
Image

o projeto gráfico de capa e miolo desta edição numerada em português adiciona ao texto de jules verne — publicado pela primeira vez, em 1899, pela editora parisiense de pierre-jules hetzel — um conjunto de imagens do arquivo da biblioteca do congresso dos estados unidos. as fotografias e os mapas, produzidos à época do texto original, trazem fragmentos da atmosfera norte-americana que inspirou verne nesta ficção.

Image
Image
Image

o texto é composto integralmente na fonte tipográfica ‘caponi’ — desenhada por miguel reyes, christian schwartz e paul barnes, em 2014. uma das variantes dessa família é a slab (um tipo com serifas grossas e retangulares, também conhecido como ‘egípcio’), que é usada nos títulos tanto do livro, como de seus capítulos. a caponi slab traduz bem o espírito tipográfico da modernidade no século XIX, em que as mensagens impressas buscavam, pelo impacto visual, a atenção das multidões que se formavam nas grandes cidades.

Image
Image
Image

num pequeno formato envolto em uma capa flexível, o livro foi impresso em dois papéis: um não-revestido, de baixa gramatura, para receber o texto (mais de seiscentas páginas) e, outro, revestido, destinado às imagens de época que são inseridas, em lâminas simples, entre os cadernos de texto.