rever – augusto de campos

sesc pompeia, 2016

Image
Image

foi na tipografia ‘futura’ que os poetas concretos, no início dos anos 1950, grafaram a maioria de seus poemas-visuais. em ‘rever’, uma exposição que reverencia a produção de augusto de campos, figura-chave deste movimento, a fonte não poderia ser outra. 

desde os poemas até as legendas de obra, passando pela marca, materiais de divulgação e catálogo, é a futura quem dá a cara da identidade visual e ambiental. neste projeto, utilizamos uma versão atualizada da fonte, a ‘futura nd’, distribuída pela bauer types e redesenhada a partir das matrizes originais de paul renner.

Image
Image
Image
Image

curadoria de daniel rangel, expografia de alvaro razuk e fotos da exposição de ricardo amado. projeto premiado pela society of typographic arts, de chicago.